terça-feira, abril 10, 2007

Ministério da Educação nega dispensa de 20 mil professores

O Ministério da Educação negou hoje que possam vir a ser dispensados 20 mil docentes pelo Governo no âmbito da mobilidade especial da Função Pública, como estimou o Sindicato dos Professores da Região Centro.

"O Ministério da Educação desmente essa informação", disse Rui Nunes, assessor de imprensa do ministério, remetendo para declarações da ministra da Educação no Parlamento, onde Maria de Lurdes Rodrigues garantiu, em Novembro do ano passado, que o Governo não tenciona colocar nenhum professor no quadro de supranumerários.

Na ocasião, a ministra adiantou que o ministério está a preparar soluções alternativas, que permitam aos docentes sem horário atribuído desempenhar outras funções nas escolas, nomeadamente de carácter técnico.

De acordo com a responsável, a tutela vai apostar num complemento de formação especializada para estes professores, de forma a habilitá-los para o desempenho de funções como "o apoio à biblioteca, a manutenção do edifício, o apoio jurídico, o apoio social e a orientação vocacional".
in LUSA