domingo, junho 03, 2007

"Pode a sociedade civil distinguir-se pelas liberdades e pela igualdade. Mas falhou radicalmente na fraternidade"

António Barreto in PÚBLICO